Ombro Exercício e movimento correto

Desenvolvimento atrás da nuca com barra

Sentado, costas bem eretas, a barra mantida atrás da nuca, pegada em pronação; inspirar e desenvolver a barra verticalmente sem arquear muito as costas, expirar no final do esforço.

Este exercício solicita o deltóide, principalmente sua porção média e posterior, assim como o trapézio, o tríceps braquial e o serrátil anterior.  Este movimento também pode ser realizado em pé.

Desenvolvimento atrás da nuca com halteres

Sentado, as costas ereta, os halteres ao nível dos ombros sendo sustentados pelas mãos em pronação; inspirar e desenvolver até estender os braços verticalmente. Expirar no final do movimento.

Este exercício solicita o deltóide, principalmente sua porção média, assim como o trapézio, o serrátil anterior e o tríceps braquial.

Este movimento também pode ser realizado em pé ou braço após o outro. Além disso, a utilização de um encosto permite que seja impedido o arqueamento acentuado das costas.

NOTA :

Um músculo peniforme desloca proporcionalmente uma carga mais pesada do que um músculo fusiforme, mas numa distancia mais curta. Durante as elevações laterais os feixes peniformes da porção média do deltóide que possuem uma grande força mas um fraco potencial de contração, atuam em sinergia com os feixes anterior e posterior do deltóide para levar o braço até a horizontal.

A soma dos filamenttos da actina e de miosina de um músculo fusiforme é igual à sua secção trasversal A.

A soma dos filamentos de actina e de miosina de um músculo peniforme é igual à soma A das secções obliquas A1 Ea2.

Elemento motores do músculos cuja força de contração máxima é de aproximadamente 5kg/cm² de secção.

Elevação lateral inclinado para frente

Em pé as pernas afastadas e ligeiramente flexionadas, o tronco inclinado para frente mantendo as costas retas, os braços pendentes as mãos segurando os halteres, cotovelo levemente flexionados. Inspirar e elevar os braços até a horizontal expirar no final do esforço.

Este exercício trabalha o conjunto dos ombros, acentuando o trabalho do feixe posterior do deltóide. Se nós aproximarmos as escápulas no final do movimento, nós solicitamos o trapézio-porções média e inferior, o rombóide, o redondo menor e o infra-espinhal.

Variante – Esse movimento pode ser realizado sentado sobre um banco inclinado, o tronco em apoio ventral.

Elevação lateral com polia baixa, tronco inclinado

Em pé, os pés afastados, pernas levemente flexionadas, o tronco inclinado para frente mantendo as costas retas, os braços pendentes, um puxador em cada mão, os cabos se cruzando; inspirar e elevar os braços até a horizontal expirar no final do movimento

Este exercício trabalha os deltóides, principalmente seu feixe posterior. Deve ser observado que no final do movimento, no movimento da aproximação das escápulas, são solicitados o trapézio(porções média e inferio) e o rombóide.


Puxada vertical com barra, (ou rowing vertical)

Em pé, pernas levemente separadas, as costas bem retas, a barra segura em pronação repousando sobre as coxas, as mãos um pouco mais separadas do que a largura dos ombros; inspirar e puxar a barra ao longo do corpo até o queixo, elevando os cotovelos o mais alto possível. Controlar a descida da barra, evitando qualquer oscilação. Expirar no final do esforço.

Este exercício solicita sobretudo o conjunto dos deltóides, os trapézios, os bíceps assim como os músculos do antebraço, os glúteos, o lombossacro e os abdominais.É um movimento básico muito completo.

Não esqueça nunca aquecimento e alongamento, no outro dia você vai ver como os músculos dói menos.

Anúncios

Dica Prisão de Ventre Nunca Mais!

Quem nunca sofreu de prisão de ventre que atire a primeira pedra!

Isto é um problema mais comum do que se imagina. A prisão de ventre ou constipação pode ser determinada como a evacuação em freqüência inferior a três vezes por semana. No entanto, algumas pessoas com constipação apresentam freqüência de evacuações normal, mas relatam dificuldade para evacuar (sendo necessário esforço excessivo), fezes endurecidas, sensação de evacuação incompleta. Sabe-se que a constipação é mais freqüente nas mulheres, mas ainda não se encontrou uma razão para isso. É também mais comum em idosos do que nos indivíduos mais jovens.

Só que, ao contrário do que se imagina, ir uma vez ao dia ao banheiro não é o ideal. Isso é ter intestino preso. O correto é ir ao banheiro em cada refeição que fizer, ou seja, se a tua rotina é tomar café da manhã, almoçar e jantar, então o ideal é que você vá ao banheiro 3 vezes ao dia. Se você não faz isso então pode estar acumulando SUJEIRA em seu intestino.

Faça um teste!

  1. O estudo do sistema digestivo é apresentado em 3 etapas:
  2. Trânsito do alimento através do aparelho digestivo
  3. Secreção dos sucos digestivos
  4. Absorção dos alimentos digeridos, água e eletrólitos

Considerando-se o momento em que a pessoa ingere o alimento até sua eliminação, a velocidade ideal da digestão é de 10 a 12 horas.

Porém, para a maioria das pessoas registra-se de 65 a 100 horas (3 a 10 dias após a ingestão do alimento).

Há um fato curioso, do médico e professor Dorival Stockler. Ele conta que um dia uma senhora foi consultá-lo e, após examiná-la, ele lhe disse que seu problema número um era o intestino, que não se livrava satisfatoriamente dos dejetos. A mulher retrucou: “O senhor está enganado, meu intestino é um relógio”.

Ela assim pensava porque evacuava dirariamente na mesma hora. Então ele respondeu: “Concordo com a senhora, só que é um relógio estragado…” e para provar pediu que ela engolisse ½ xícara de sementes de mamão sem mastigar, marcasse o dia e a hora, observando diariamente suas evacuações para notar quando iriam sair as primeiras sementes.

Para o espanto da intoxicada mulher, as primeiras sementes começaram a sair em suas fezes somente 18 dias depois da ingestão, e as últimas, após 25 dias.

Experimente você também engolir ½ xícara de sementes de mamão e observe quando se efetuará sua eliminação. Assim você terá uma idéia do seu trânsito intestinal.

A dica para evitar a prisão de ventre é consumir muitas fibras naturais. As fibras são encontradas em diversos alimentos, como mamão, aveia, cevada, vegetais entre outros. Uma solução econômica e muito eficaz é o consumo de suco de babosa.

A babosa é altamente nutritiva e funciona ainda como um grande gari, fazendo uma limpeza profunda em todo o organismo, principalmente no intestino. No mesmo dia de uso deste suco, a pessoa já passa a ter uma regulação mais adequada do intestino, trazendo mais alívio, desinchaço e bem estar.

Mais cuidado! É preciso conhecer bem a planta para preparar o suco, senão você pode fazer errado e ao invés de fazer bem pode não trazer resultado algum.

 

IMPORTANTE: Todas as informações contidas aqui, têm apenas caráter informativo não visam prescrever, diagnosticar ou substituir o conselho médico

Emagrecimento e o Vinagre de Maça

A obesidade é hoje uma pandemia mundial alarmante, pois morre-se mais pessoas no mundo de doenças decorrentes do excesso de comida do que aquelas que passam fome. Entretanto, a obesidade é tratada no Vermont com o vinagre de maçã natural que elimina o excesso de gorduras naturalmente. Assim, “é possível emagrecer fiando-se na fita métrica, não, porém na balança”.

É que as alterações sofridas pela estrutura óssea e pelos tecidos orgânicos, inclusive os músculos, podem contrabalançar a perda da gordura. Quando o peso de uma pessoa excede do normal, pode bem ser devido a uma quantidade excessiva de materiais assimilados e depositados como gordura, e evidentemente, a uma vida sedentária. Há diversos modos de saber se o peso está normal. No Vermont se diz o seguinte: “a medida da base do pescoço deve ser duas vezes a do pulso. A medida da cintura é o dobro da medida do pescoço”.

Se a medida da cintura for maior do que a do tórax ou se houver propensão para a papada, a medicina regional do Vermont lança mão do vinagre de maçã natural para eliminar o excesso de gordura, pois o vinagre de maçã natural atua de maneira rápida no organismo, mudando a temperatura das gorduras adicionais e fazendo com que se queimem dentro do organismo, sendo eliminadas em seguida pela urina e fezes.

Afirma o doutor Jarvis que é indispensável uma dieta integral, com a ingestão de alimentos “vivos” e em quantidades adequadas, evitando a gula. Uma disciplina alimentar é um dos mais eficientes ingredientes para a felicidade, pois ninguém pode fazer nada com o corpo doente.

Assim, se um homem tiver o abdômen saliente, voltará ao normal no espaço de dois anos. O vinagre de maçã terá tornado possível a eliminação da gordura, em vez do seu armazenamento e o conseqüente aumento de peso. O vinagre de maçã natural é um complemento maravilhoso nas dietas de emagrecimento. Cumprido diariamente, este tratamento contra a obesidade, que além de simples é muito eficaz, plenamente natural e saudável; em dois anos o corpo volta adquirir o peso ideal, garante o Dr. Jarvis.

Mais informações sobre a obesidade e o emagrecimento segundo a Medicina Popular do Vermont-USAemagrecendo com a maçã

Maçãs e vinagre de maçã, feito da própria fruta, são boas fontes de pectina, que dá a sensação de saciedade, diminuindo o apetite. Provou-se que o consumo de vinagre de maçã ajuda na perda de peso mais efetivamente do que comendo maçãs cruas apenas. Geralmente, ácidos ajudam na digestão da proteína que é usada na construção de alguns de nossos hormônios, especialmente hormônio do crescimento. Este hormônio é um instrumento para quebrar células de gordura. Aumentando-se o ácido presente no estômago antes das refeições, você assegura uma digestão completa e aumenta a disponibilidade da proteína para a síntese do hormônio.

Proteína é necessária para a produção de insulina, que é necessária para converter glicose em energia e manter um metabolismo ativo, queimando gorduras. Novamente o vinagre de maçã pode aumentar o seu metabolismo, aumentando a habilidade do corpo de utilizar proteínas para a formação de insulina.

Porque vinagre de maçã estimula a digestão, ele também diminui o período de tempo que a gordura fica no trato digestivo, assim menos gordura será absorvida.

Vinagre de maçã melhora a absorção de ferro, um nutriente que age como uma ignição, uma espoleta. O ferro é um componente chave em substâncias que carregam o oxigênio para as células e o mantém lá. Ácidos (como o ácido acético, ácido málico, encontrado no vinagre de maçã) ajudam a liberar o ferro do alimento que você come e torna-o mais disponível para ajudar na construção da hemoglobina (carregadora de oxigênio) e mioglobina (que atrai o oxigênio).

Oxigênio é essencial para produzir energia no corpo como é essencial o fogo para acender uma lareira. A capacidade do vinagre de maçã de aumentar a utilização do ferro e de aumentar o consumo de energia do corpo que o torna um alimento de suporte extraordinário na perda de peso. A fórmula para esse processo é assim: “absorção de ferro – utilização do oxigênio – consumo de energia – perda de peso”.

O vinagre de maçã age no começo do processo da digestão, estimula o seu apetite e aumenta seu interesse por comidas integrais. Vinagre de maçã é conhecido como acentuador de sabor. É o ingrediente secreto do ketchup, molhos de saladas e outros condimentos, tornando mais palatável os sabores extraordinários dos alimentos integrais como as frutas, vegetais, grãos integrais, feijões, – alimentos que ajudam a regular o nível de açúcar no seu sangue e aumenta seu metabolismo. O vinagre de maçã também faz diminuir sua vontade de excesso de sal e gordura.

FONTE: (Do médico norte-americano Dr. D.C. Jarvis )”Folk Medicine – A Vermont Doctor’s Guide to Good Health”

QUEIMA DE GORDURAS

Fields oF Greens incorpora os benefícios nutricionais dos jovens brotos verdes da cevada, alfafa, folha de trigo e caiena, além do benefício adicional do picolinato de cromo. Outros componentes nutricionais contidos no Fields of Greens são o beta-caroteno, enzimas, aminoácidos, vitaminas e clorofila, além de ter mais fibra do que farelo. Uma passada de olhos na lista de ingredientes revela uma abundância de elementos nutricionais especialmente formulados para combater as deficiências das refeições modernas e corridas.

Este super composto traz o beneficio de se consumir os vegetais verdes, atua na queima de gorduras, sem provocar a perda de massa muscular.

IMPORTANTE: Deve-se sempre consultar o seu médico de família se tiver algum problema de saúde.  Todas as informações contidas aqui, têm apenas caráter informativo não visam, diagnosticar ou substituir o conselho do médico.

TEXTOS MOTIVACIONAIS

O pensamento do guerreiro.

A ética,a amizade,a capacidade de criar novas estratégias,

fundamentadas na experiência;o talento para promover alianças positivas.

o espírito de liderança

A consciência da força que reside no verdadeirotrabalho em equipe.

Tudo isso aflora quando as circunstâncias exigem

Quando se sabe que existe um objetivo maior a ser alcançado

Claro que não é fácil abandonar hábitos,costumes…

não é fácil adaptar-se ao novos meios,ou usar recursos…

aos quais não estávamos familiarizados

Mas todo guerreiro sabe que pessimismo e insegurança

nessa hora só atrapalham

Ainda que a ameaça venha de vários lados,

com agilidade,força e determinação podemos alcançar o resultado

A combinação de energia e inteligência,assim como o equilíbrio…

entre a razão e a emoção são fundamentais para o sucesso

É uma sensação extremamente agradável…

chegar ao fim de uma etapa com a conciência do dever cumprido

e obter a consagração,o respeito de todos…

o reconhecimento dos colegas…

a admiração das pessoas que amamos…

Ouvir o próprio nome com orgulho

Aquele orgulho de quem viu nos obstáculos a oportunidade de crescer

o orgulho de quem soube enfrentar as turbulências da vida e vencer…

o orgulho de ser um vencedor que não abriu mão…

dos seus valores fundamentais

Emagrecer comendo de tudo

O que faz a balança subir é fondue, o queijo a pizza ou seja as calorias a mais que nos ingerimos para manter a temperatura do corpo.

A verdade é que a temperatura baixa, não dá outra: a fome aumenta e, por isso, necessitamos de alimentos altamente energéticos.

Como fazer as escolhas certas?

Nesta época do ano, todo o cuidado é pouco. Como o nível de serotonina – hormônio que controla a ansiedade, depressão e obesidade – fica em baixa no corpo, precisamos aumentá-lo para sentir maior sensação de saciedade, prazer e bem estar.

Ingerir, portanto, alimentos como tomate, banana e chocolate nos ajuda a contrabalançar a produção dessa substância e, portanto,  nos mantém equilibradas. Mas cuidado: chocolates e bananas são alimentos calóricos e, quando consumidos em excesso, fazem mais mal do que bem.

Mas, então, o que fazer? Fugir, por exemplo, de um fondue em pleno inverno? Nunca! A saída é optar pela “versão light”.

Basta usar queijo com leite desnatado ou prefira os branquinhos. Lembre se: quanto mais amarelo, mais calorias será esse laticínio.

No dia a dia…
… Troque os jantares pesados por sopas leves com legumes variados. E não se esqueça: evite molhos, queijo ralado e creme de leite em sua preparação. Pães como acompanhamento, nem falar! … modere a ingestão de doces.

Tem o pão de batata c/ Whey Protein c/ nozes e castanha de caju c/ albumina Bolinho de chocolate de Whey Protein
Tem o pão de batata c/ Whey Protein
c/ nozes e castanha de caju
c/ albumina
Bolinho de chocolate de Whey Protein

Preste atenção nos hábitos!
No inverno temos o costume de beber menos água. O organismo, porém, continua com a necessidade mínima diária de 1,5 litro para produzir calor e obter o funcionamento normal dos órgãos. Para facilitar, ande com uma garrafinha de água dentro da bolsa.

Não fique mais de três horas sem comer para não atacar a geladeira depois. Tenha sempre barrinhas de cereais, biscoitos integrais e frutas dentro da bolsa.

Para complementar, dê um chega pra lá na preguiça e no corpo mole. Faça três vezes na semana uma caminhada alternada com corridinhas. Assim, você irá queimar 30% mais calorias do que com a corrida propriamente dita.

– Se conseguir ao menos manter o seu peso nesta estação fria, tenha a certeza de que isso já será um grande passo!

VITAMINA B3

(Faz parte do complexo B)
Sinonímia: PP, Niacina, ácido nicotínico, nicotinamida
FUNÇÃO
Participa nos mecanismos de oxidação celular, intervém no aproveitamento normal dos prótides pelo organismo, influência o metabolismo do enxofre, tem sido usado como agente farmacológico para diminuir o colesterol do plasma. Possibilita o metabolismo das gorduras e carboidratos. Componente de coenzimas relacionadas às enzimas respiratórias e vasodilatadoras. Reduz triglicerídeos, antipelagra. Ajuda a prevenir e aliviar a dor de cabeça provocada por enxaqueca. Estimula a circulação e reduz a pressão sangüínea alta. Importante nas funções cerebrais e revitalização da pele, também na manutenção do sistema nervoso e do
aparelho digestivo.
CLASSIFICAÇÃO
Hidrosolúvel.
METABOLISMO
É completamente absorvido em todos os segmentos do trato intestinal e após administração terapêutica de doses maciças de nicotinamida apenas traços de nicotinamida inalterada são encontrados na urina e somente após a administração de doses extremamente altas é que a nicotinamida inalterada é o principal produto de excreção.

Quanto ao armazenamento, pouco se conhece sua extensão no organismo, acreditando-se que ela faça principalmente no fígado.
DEFICIÊNCIA
Causa aparecimento da pelagra, perturbações digestivas, nervosas e mentais. Fraqueza muscular, anorexia, estomatite angular, língua vermelha, lesões dermatológicas.
EXCESSO
Causa formigamento e enrubecimnto da pele, sensação de latejamento na cabeça.
FONTES
Abóbora moranga, fígado, rim, coração, carnes, ovo, peixes, amendoim cru ou com a película, pimentão doce, cereais integrais, trigo (germe), trigo integral, levedo de cerveja em pó, feijão preto cru, castanha do Pará.
VITAMINA B5
(Faz parte do complexo B)
Sinonímia: Pantotenato, ácido pantotênico.
FUNÇÃO
Auxilia o metabolismo em geral. O Pantenol, forma alcoólica ativa do ácido pantotênico do grupo da coenzima A, e uma substância que apresenta papel dos mais importantes na regulação dos processos de suprimento de energia. Ele acha-se fixado em cada célula viva e, por conseguinte, promovendo o desenvolvimento, função e reprodução dos tecidos endoteliaise epiteliais. Combate as infecções produzindo anticorpos. Evita a fadiga, reduz os efeitos adversos e tóxicos de muitos antibióticos. A glândula supra renal e o sistema nervoso dependem dele. Auxilia na construção da célula e manutenção normal do crescimento. Útil no controle do stress físico e mental.
A coenzima A apresenta também importância no metabolismo pela liberação de energia dos glicídios, lipídios e proteínas e também na síntese de aminoácidos, ácidos graxos, esteróis e hormônios esteróides, assim como elemento essencial para a formação da porfirina, porção pigmentar da molécula da  hemoglobina.
CLASSIFICAÇÃO
Hidrossolúvel
METABOLISMO
O ácido pantogênico administrado pela via oral é completamente absorvido no intestino delgado, e em pequena extensão aparentemente também no estômago, sendo inicialmente convertido em forma livre por subdivisão enzimática. O próprio processo de absorção á aparentemente baseado na difusão passiva, sendo o mesmo processo para a absorção do pantenol que é oxidado em óxido pantogênico no organismo.
Considerando a entrada e a excreção iguais, pode-se assinalar que o ácido pantotênico não é degradado no organismo, atingindo a excreção urinária cerca de 60 a 70% da quantidade administrada oralmente, sendo o restante excretado pelas fezes.
O ácido pantogênico é sintetizado no intestino grosso pela flora intestinal.desde que o
ácido pantotênico acha-se fixado em todas as células, as necessidades são fornecidas pelas
quantidades normais de todos os alimentos.
DEFICIÊNCIA
Manifesta-se por degeneração muscular, deficiência adrenocortical e hemorragia, dermatite, queratite, parada do crescimento e morte nos animais. No homem, a sua deficiência não tem sido reconhecida com uma dieta comum, presumivelmente por causa da grande ocorrência da vitamina nos alimentos comuns. No homem, apenas a denominada síndrome “ardor nos pés”, caracterizada por formigamento nos pés e parestesias, hiperestesias, e distúrbios circulatórios nas pernas, supõe-se estar ligados à deficiência de ácido pantotênico.
Causa fadiga, fraqueza muscular, perturbações nervosas, anorexia, diminuição da pressão
sangüínea. Distúrbios cutâneos.
EXCESSO
Quando ingeridas em excesso, são facilmente excretadas pela urina e, assim devem ser continuamente supridas na dieta.
FONTES
Fígado, rim, coração, leveduras, ovos, leite, língua de boi, trigo, centeio, farinha de soja, brócolos, batata, cogumelos.

VITAMINA do complexo B

VITAMINA B1

(Faz parte do complexo B)

Sinonímia: tiamina, aneurismas

FUNÇÃO

Tem efeito antineurítico e sua ação é antiberibérica. É indispensável a saúde do sistema

nervoso, dos músculos e do coração. E como fator de crescimento normal, da regularidade do metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas. (transforma carboidratos em energia), e da manutenção do apetite.

Favorece a absorção de oxigênio pelo cérebro. Faz respiração tecidual.

Melhora a atitude e o raciocínio. Útil na digestão.

CLASSIFICAÇÃO

Termolábil e hidrossolúvel.

METABOLISMO

A tiamina é absorvida principalmente na parte superior do duodeno e um aumento significativo da concentração tiamínica é observado na secção distal do intestino somente após ingestão de grandes doses.

Depois de absorvida, a tiamina, através da mucosa intestinal, é transportada para o fígado, por meio da circulação portal e, dessa forma, parte da vitamina aí encontra retorna ao lúmen intestinal com a bile, em um ponto bem distante do local de absorção máxima.

Na sua quase totalidade , a tiamina é introduzida com os alimentos, em partes sob sua forma livre (especialmente os alimentos de origem animal), e mais freqüente, sob forma de pirofosfato. A tiamina absorvida pelo intestino delgado sofre fosforilação na mucosa intestinal, sendo absorvida sob essa forma.

Quando da administração oral de doses elevadas, alguma tiamina pode ser secretada pela mucosa intestinal dentro do lúmen, aparecendo nas fezes sob forma detiamina não absorvida.

Já nos alcoólatras parece existir uma deficiência de absorção de tiamina que provavelmente em grande parte é responsável pela incidência de déficit tiamínico observado nesses indivíduos.

A tiamina é encontrada nas células como monofosfato ou pirofosfato e distribuída emtodos os tecidos e as mais altas concentrações encontram-se no fígado, cérebro, rim e coração.

DEFICIÊNCIA

Produz béri-béri, (insuficiência cardíaca e manifestações nervosas). Em geral o béribériocorre em indivíduos com dieta rica em glicídeos e baixa em tiamina. Também causaSíndrome de Wernicke – Korsakoff, perda de peso, nervosismo, fraqueza muscular; distúrbios cardiovasculares e gastrointestinais, confusão mental, depressão, letargia, instabilidade emocional, irritabilidade.

EXCESSO

As vitaminas hidrossolúveis não são tóxicas e as quantidades armazenadas no corpo são normalmente pequenas. Quando ingeridas em excesso em relação a necessidade corporal, elas são facilmente excretadas na urina e, assim devem ser continuamente supridas na dieta.

FONTES

Carne de porco, cereais integrais e legumes são fontes mais ricas de tiamina. Nozes,lentilha, soja, gema de ovo, fígado, coração, presunto, levedo de cerveja.

As camadas externas dos grãos são particularmente ricas em tiamina. Assim, a farinha de trigo integral é uma boa fonte da vitamina, enquanto o pão branco, preparando a partir do grão moído é pobre em tiamina. Leite, verduras, rabanete, batata-doce, espinafre, maçã, damasco, ameixa, banana.

Cozimento álcool, cafeína e antiácidos destroem a vitamina B1.

VITAMINA B2

(Faz parte do complexo B)

Sinonímia: riboflavina, lactoflavina, ovoflavina

FUNÇÃO

Tem a função de coenzima de sistemas que intervêm nas oxidações celulares. Exerce ação promotora do crescimento.

Atua na regeneração sangüínea, no fígado, no trabalho cardíaco e no aparelho ocular. Conserva os tecidos. Proteção de corticosteróides, gliconeogenese e atividade reguladora das enzimas tiroídeas.

Ajuda cicatrizar feridas na boca, lábios e língua.

Metaboliza carboidratos, as gorduras e as proteínas. Ajuda o organismo a aproveitar oxigênio e é importante na formação de anticorpos.

CLASSIFICAÇÃO

Hidrossolúvel.

METABOLISMO

A Riboflavina e FMN são rapidamente absorvidas no trato gastrintestinal através de mecanismo de transporte específico que envolve a fosforilação da riboflavina em FMN, realizando-se a conversão intestinal em outros locais pela Flavoquinase, sendo que a reação sensível ao hormônio tireoidiano e inibida pela dorpromazina e pelos depressores tricíclicos.

A riboflavina é distribuída por todos os tecidos e armazenada em pequenas quantidades e fixada sob forma de flavoproteínas. No globo ocular são encontrados altos teores na lente e na córnea.

Quando a riboflavina é ingerida em teores iguais às necessidades diárias, a excreção urinária atinge cerca de 9% da quantidade ingerida, processando-se a eliminação sob forma de riboflavina livre e parte como FMN. Alguns metabólicos são também excretados não sendo mais biologicamente ativos.

Ela acha-se presente nas fezes, representando provavelmente vitamina sintetizada para microorganismos intestinais desde que a soma total pelas fezes exceda a quantidade ingerida. Este processo não evidencia que a riboflavina sintetizada pelas bactérias no cólon possa ser absorvida.

DEFICIÊNCIA

Causa dermatite seborréica, perda de apetite, pelagra, queilose (fissuras nos cantos da boca), glossite (língua com aspecto liso e avermelhado), fotofobia, ardência nos olhos, diminuição da visão, retardo no crescimento, catarata, perturbações digestivas. Estomatite angular, lacrijamento, queimação e coceira nos olhos. Síndrome urogenital, distúrbios cutâneos e mucosos.

EXCESSO

Não são tóxicas e as quantidades armazenadas no corpo são normalmente pequenas.

Quando ingeridas em excesso em relação à necessidade corporal, elas são facilmente excretadas na urina e, assim devem ser continuamente supridas na dieta.

FONTES

Leite, ovos, fígado, coração, músculo de boi e aves, e vegetais de folhas verdes, rim, levedura de cerveja, espinafre, beringela, mandioca, cará, feijões, ervilhas, soja, lentilha, amendoim, grão-de-bico, cereais (trigo, arroz). Pêssego, pêra, ameixa, damasco, amêndoa.

É facilmente destruída pelo componente ultravioleta da luz solar.

Conhecendo As Vitaminas.

VITAMINA (do latin “Vita”, vida + elemento composto amina, porque Casimir Funk, ao criar o termo, em 1911, descobrindo a primeira vitamina – vitamina B1- identificou-a como uma amina imprescindível para a vida).

Desde as experiências fundamentais de Lavoisier, no século XVIII, até os estudos de Funk, um período de hipóteses, de investigações experimentais e observações clínicas imperou, por etapas, até chegar-se ao ano de 1920, encerrando-se, assim o que poderia denominar o primeiro ciclo das investigações vitaminológicas.

Vamos postar aqui

FUNÇÃO – CLASSIFICAÇÃO – METABOLISMO

DEFICIÊNCIA – EXCESSO FONTES

As vitaminas são classificadas pela sua ação biológica e em termos de suas características físico-químicas em:

Hidrossolúveis: tiamina, riboflavina, niacina, piridoxina, ácido pantotênico, ácido fólico, cobalamina, biotina, ácido ascórbico, inositol, paba, vitaminas P, F, B15.

Lipossolúveis: vitamina A, D, E e K.

1 VITAMINA A

Sinonímia: aneroftol ou retinol

FUNÇÃO

A vitamina A exerce numerosas funções importantes no organismo, como ação

protetora na pele e mucosas e papel essencial na função da retina da capacidade funcional dos órgãos de reprodução.

Confere elementos de defesa contra as infecções, preside ao crescimento alimentar dos tecidos dando-lhes resistência às enfermidades, desenvolvimento e manutenção do tecido epitelial.

Contribui para o desenvolvimento normal dos dentes e a conservação do esmalte e bom estado dos cabelos.

Protege a área respiratória, é essencial na gravidez e lactação, importante para assimilação das gorduras, para a glândula tireóide, fígado e supra-renais, protege a vitamina C contra oxidações, favorecendo a sua assimilação pelo organismo.

Trabalha em conjunto com as vitaminas B, D e E, cálcio, fósforo e zinco. Ajuda no funcionamento adequado do sistema imunológico. Ajuda eliminar as manchas senis.

Colabora no tratamento de muitos problemas visuais, é antixeroftálmica, ajuda no

desenvolvimento ósseo, anticancerígeno.

CLASSIFICAÇÃO

Termoestável (resiste ao calor até 100ºC), lipossolúvel (solúvel nas gorduras),

hidroinssolúvel (não solúvel na água).

METABOLISMO

A absorção da vitamina A diz respeito à vitamina preformada, do ácido retinóico e do beta caroteno ou outros carotenóides. Após administração, a absorção é realizada similarmente a das gorduras, e na presença de anormalidades da absorção das gorduras, a absorção do retinol sofre redução. A absorção é quase integral é quase integral em condições de normalidade do aparelho gastrintestinal, sendo a absorção do retinol e de seu ésteres mais completa em jejum, se forem administrados sob forma de soluções aquosas. O retinol é formado pela hidrólise dos ésteres do retinil no intestino, sofre rápida absorção, sendo que no caso de sua ingestão em alto teor, certa quantidade é eliminada pelas fezes.

Os ésteres de retinil sofrem hidrólise no lúmen intestinal por enzimas pancreáticas dentro da borda de escova da célula intestinal antes da absorção, seguindo por reesterificação, principalmente para o palmitato. Quantidades apreciáveis de retinol também são absorvidas diretamente na circulação.

Quando altas doses de vitamina A são administradas é que certa proporção sofre excreção sob forma inalterada nas fezes.

DEFICIÊNCIA

Hemeralopia (cegueira noturna), distúrbios oftálmicos (xeroftalmia, querotomalácia,

dificuldade de adaptação visual, fotofobia), distúrbios na visão crepuscular, pele seca e

escamosa, distúrbios cutâneos (ictiose, doença de Darier, frinoderma), cabelos duros, sem brilho e ásperos, enfraquecimento dos dentes e inflamação das gengivas, falta de resistência às infecções das vias respiratórias e aos cálculos renais, perturbações no crescimento do individuo. Perda de peso.

EXCESSO

Quantidades grandes de vitamina A são tóxicas.

Os sintomas da intoxicação por vitamina A incluem dor e fragilidade óssea, dermatite escamativa, hepatoesplenomegalia, diarréia e função hepática anormal. Hidrocefalia e vômitos em crianças, unhas frágeis, perda de cabelo, gengivite, anorexia, irritabilidade, fadiga, oscite e hipertensão.

FONTES

Manteiga, leite, gema de ovo, fígado, espinafre, chicória, tomate, mamão, batata, cará,

abóbora, cenoura, salsa, pimentão vermelho, tangerina, manga, goiaba vermelha, brócolos, alface, pêssego, nabo, caqui, couve-manteiga, dente-de-leão, nirá, mostarda, vagem, milho, abobrinha, alcachofra, alho, repolho, pepino, ervilha seca e fresca, fava, cebola, cebolinha, aspargo, amendoim, beterraba, broto de bambu, batata-doce branca, roxa e amarela, lentilha, melão, melancia, maçã, morango, banana, caranguejo, ova de peixe, carne de frango. óleo de fígado de peixe, rim, óleo de dendê, couve.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑