Dicas para emagrecer

Dicas para emagrecer e manter-se magro:

1. A comida pode ser digerida em pequenas quantidades.

Quando a pessoa come demais seu estômago fica muito cheio, a digestão é difícil porque ele não pode se expandir e contrair apropriadamente para triturar o alimento como é necessário. Portanto, para preservar seu bem estar adote métodos mais saudáveis, não comendo nem mais, nem menos, do que o seu corpo necessitar.

Para saber a quantidade necessária, experimente fazer o seguinte:

a. Espere a fome (física) para comer;

b. Coma devagar. Mastigue bem. Dessa forma a saliva pode cumprir o seu papel na digestão (a digestão se inicia na boca, e não no estômago). A mastigação lenta aciona o mecanismo de saciedade, que funciona assim: quando a quantidade necessária de comida chega ao estômago, esse envia mensagens químico-elétricas através de neurônios e hormônios até o hipotálamo (região do cérebro que responde pelo comando das principais atividades do metabolismo).

A mensagem de “chega” dispara, então, a sensação de satisfação plena do apetite. Como todo esse processo leva algum tempo (minutos), recomenda-se comer devagar. Assim, atinge-se a saciedade com menos comida. Se você acha difícil, passe a repousar os talheres no prato a cada garfada.

2. Lembre-se sempre que a alimentação é um prazer, portanto, escolha o que quer e o que gosta de comer. Seja mais exigente, afinal é você quem vai comer.

3. Sem jejum. Muitas pessoas pensam que se pularem uma refeição estarão comendo menos e emagrecendo. Acorre o contrário, pois cada refeição feita após o jejum é marcada pela voracidade e assim a pessoa acaba comendo mais.

4. A hora da água. Apesar de não conter calorias, a água pode atrapalhar seu emagrecimento. Isso porque, quando tomada durante as refeições, acelera o processo digestivo, e assim, sente-se fome mais cedo. O líquido também dilata o estômago, aumentando a superfície de absorção dos alimentos. Recomenda-se não beber líquidos 40 minutos antes ou 40 minutos após as refeições. Fora isso, beba bastante líquidos.

5. Redescoberta do sabor. Um dos piores hábitos praticados à mesa é o de “mascarar” o verdadeiro sabor dos alimentos. Ex.: colocar açúcar no suco de laranja, ou encher de catchup o prato de comida. Talvez seja um dos aprendizados mais difíceis saber distinguir o sabor original, identificar temperos. Tente. Você não vai apenas descobrir o que realmente gosta, mas também treinar o paladar, o que lhe dará poder e controle sobre o que come.

6. Não coma resto de comida do prato das crianças. Aprenda a deixar comida no prato, quando estiver satisfeita. Se o que ia para o lixo você comeu, quem é o lixo?

7. Não coma quando estiver cansado. Você vai querer comer rápido, não vai escolher os alimentos que realmente quer comer para ir descansar logo, então descanse primeiro ao menos 10 minutos, respire fundo, ou vá tomar banho antes de ir comer.

8. A adoção de atividades físicas melhora sua qualidade de vida, além de melhorar seu desempenho (no trabalho, em casa, no sexo) e ajuda a queimar as calorias que estão sobrando.

Se você não gosta ou não tem tempo para adotar a prática de exercícios, tente transformar suas atividades cotidianas em uma forma de se exercitar:

a. Vá a pé à padaria ou à banca de jornal;

b. Levante-se da cadeira durante o trabalho ao invés de usar as rodinhas;

c. Passeie com o cachorro e brinque com as crianças;

d. Se andar de ônibus, procure saltar um ponto antes e vá a pé ao seu destino;

e. Esqueça o elevador ou as escadas rolantes. Use escadas normais;

f. Ao invés de sair para jantar, saia para dançar;

g. Evite ficar parado o máximo de tempo que puder.

Seguindo a dicas aprenda: Qual a Diferença?

Entre o alimento Diet e Light:

Desde o início da comercialização

dos alimentos diet, a maioria dos consumidores associaram esses produtos como sendo de baixo valor calórico e, conseqüentemente, permitidos para as pessoas que precisam ou desejam perder os quilos extras. Depois, vieram os light e a confusão se formou

Diabéticos, hipertensos, pessoas com nível de colesterol alto ou com excesso de peso podem consumir o mesmo alimento diet ou light?

Pão e refrigerante light ou diet, sal light, margarina light, chocolate diet. Diet e light virou “sobrenome” de diversos alimentos mas, o que os diferenciam?

Alimento Diet

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o termo diet pode ser usados em dois tipos de alimentos:

1. Nos alimentos para dietas com restrição de nutrientes (carboidratos, gorduras, proteínas, sódio);

2. Nos alimentos para dietas com ingestão controlada de alimentos (para controle de peso ou de açúcares).

Mas, o que quer dizer ingestão controlada ou restrição de nutrientes?

Os alimentos para dietas controladas não podem ter a adição de nutriente. Assim, alimentos para ingestão controlada de açúcar não pode haver inclusão desse nutriente sendo permitida a existência do açúcar natural do alimento como, por exemplo, a geléia diet que tem como açúcar natural a frutose.

Os alimentos restritos em carboidratos (pão, chocolate, bala diet) ou gorduras (iogurte desnatado 0% de gordura) podem conter, no máximo, a adição de 0,5 gramas do nutriente por 100 gramas ou 100 mL do produto. Já, os alimentos restritos em proteínas devem ser isentos desse nutriente. Como, a quantidade permitida nos alimentos com restrição de carboidratos e gorduras é muito pequena, é comum a definição de alimento diet sendo o produto isento de um nutriente específico.

É importante que fique claro que nem todos os alimentos diet apresentam diminuição significativa na quantidade de calorias e, portanto, devem ser evitados pelas pessoas que querem emagrecer.

Um exemplo clássico, é o chocolate diet que apresenta teor calórico próximo do chocolate normal. O chocolate diet é indicado para as pessoas diabéticas pois, é isento (restrito) em açúcar (carboidrato), mas, não para as que desejam reduzir de peso, já que no chocolate diet há uma maior adição de gordura o que faz com que o seu valor calórico se aproxime do chocolate normal. Por outro lado, com a retirada de um nutriente, o alimento pode vir a apresentar uma diminuição de calorias mas, nesse caso, é preciso verificar se a redução justifica a substituição do alimento convencional pelo diet.

Alimento Light

A definição de alimento light deve ser empregada nos produtos que apresentem redução mínima de 25% em determinado nutriente ou calorias comparado com o alimento convencional.

Para que ocorra a redução de calorias é necessário que haja a diminuição no teor de algum nutriente energético (carboidrato, gordura e proteína). Assim, a redução de um nutriente não energético, por exemplo, sódio (sal light) não interfere na quantidade de calorias do alimento.

Dessa maneira, a primeira diferença entre o alimento diet e light está na quantidade permitida de nutriente.

Enquanto que o diet precisa ser isento, o light deve apresentar uma diminuição mínima de 25% de nutrientes ou calorias em relação ao alimento convencional.

A segunda diferença, é conseqüência da primeira: o alimento light não é, necessariamente, indicado para pessoas que apresentem algum tipo de doença (diabetes, colesterol elevado, celíacos, fenilcetonúricos).

Se, o alimento light apresentar eliminação do nutriente, por exemplo, açúcar (refrigerante light), poderá ser consumido pelos diabéticos.

Além disso, a quantidade do alimento consumido não deve ser aumentada por se tratar de um alimento que apresenta baixas calorias. Freqüentemente, ocorre o erro que ingerir o dobro do habitual por ser um alimento diet ou light mas, dificilmente, há a redução de 50% das calorias nesses alimentos.

Confusão é fácil de acontecer, por isso, ler os rótulos dos produtos light e diet e compará-los com o alimento convencional é importante para verificar se eles atendem as suas necessidades.

Fique sempre atento na hora da compra pois, como esses alimentos são mais caros do que os convencionais, você poderá estar gastando mais por um alimento que não precisa ser substituído.

SUGESTÃO DE PRODUTOS PARA EMEGRECER. ligue agora para.

CONTATO – 51 9207.7987 Francisco Amado

academia porto alegre, emagrecimento poa,produtos para emagrecer,emagrecer e ganhar dinehiro,emagrecimento e eobesidade

Anúncios

3 comentários em “Dicas para emagrecer

Adicione o seu

  1. As dicas são ótimas, mas quanto aos medicamentos, eu já usei tantos e sempre voltei a engordar e por isso deixei de acreditar neles. O segredo é, com certeza, ingerir moderadamente as calorias e gastá-las com exercícios físicos. Obrigada pela visita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: